Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Segue os 10 mandamentos já!

Hoje stressei todo o santo dia, com toda a gente, com tudo e com  mais alguma coisa. E isto porque o mais velho acordou com febre e NUNCA tem febre. E agora como é que vamos de mini-férias? -ai que pensamento tão pouco cristão. E porque o tempo aqui pelos meus lados acordou mesmo ruim, como é que vamos fazer para ir assim para o Algarve com 4 crianças pequenas? E porque o mais novo dos rapazes anda a fazer demasiadas birras para o meu gosto. E vamos de mini-férias para ele se portar ainda pior do que em casa? E ando a enlouquecer só das coisas para preparar e das malas para fazer. Ufa, hoje está a ser difícil reenquadrar tudo isto. Sim, a parentalidade é difícil. Grande pérola da sabedoria.
No fundo, no fundo, andamos todos a desejar o mesmo: desejamos educar crianças meigas, bem educadas, responsáveis e que no futuro, por favor, não digam que só andam a fazer terapia por nossa causa.

A parentalidade não nasce connosco. Nem sei dizer se quando nasce uma criança nascem ao mesmo tempo uns pais. A parentalidade basicamente aprende-se com a prática. E este caminho é árduo, feito de medos, de sentimentos de culpa, tantos e tantos sentimentos de culpa, de confusão interior, de muita e muita preocupação.

Era tão mais fácil se relaxássemos e seguíssemos religiosamente os 10 mandamentos dos tempos de crise.

1 - Não stresses lá porque puseste o teu filho na creche.
Andamos nós a lamuriar-nos porque ai o nosso pequenino saiu das nossas asas, já não tem a nossa protecção constante, os mimos de quem efectivamente lhe quer bem, ai que se vai alimentar tão mal...
Mas enquanto nós stressamos, cheios de sentimentos de culpa, o nosso filho anda todo contente a fazer novos amigos e a aprender coisas novas. Uau!

2- Não stresses lá porque deixaste o teu filho à espera.
As crianças pequenas não sabem esperar. Querem o que querem e querem-no já. Mas esperar um bocadinho não fará cair um santo do altar. Temos nós de termos a paciência e a clarividência para acreditar que esperar um bocadinho só os tornará mais fortes; só os fará aprender a lidar com a frustração, coisa tão natural como a sua sede.

3 - Não stresses lá porque tens de trabalhar fora de casa.
Os pais têm de ganhar dinheiro e ponto final. Não há muito a fazer, pois que não. Podemos pensar em muitas alternativas. Podemos até conseguir mudar de vida e tornarmo-nos mais flexíveis e donos do nosso nariz. Mas estarmos em casa e os filhos estarem em casa e não termos tempo para eles e continuarmos a não ter tempo para nada, não será pior? Bom, se pior não for, pelo menos temos que ter a noção que só uma minoria é que vai conseguir esta proeza. E o resto? Vai só ali cortar os pulsos e já volta?
Os nossos filhos podem não perceber muito bem  as razões porque temos mesmo de ir trabalhar mas a verdade é que temos. Não devemos fazer disto um cavalo de batalha, cheio de "e ses". Faz o que tens de fazer e segue em frente.

4 - Não stresses  lá porque deixaste uma vez os teus filhos sem jantar ou sem tomar banho.
Por vezes simplesmente não dá. Ou porque se despacham mais tarde, ou porque é dia de birras ou porque se deixaram dormir. A menos que estejam subnutridos ou que tenham andado a rebolar na erva, saltar uma refeição ou saltar um banho não mata ninguém.

5 - Não stresses lá porque subornaste um bocadinho nem stresses porque desististe de educar por um minutinho.
Subornar um bocadinho assim bem pequenininho nunca fez mal a ninguém. Usado com moderação funciona  e bem. E se tiveres de deixá-los fazer uma coisa que não estava prevista, saltar uma regra ou uma imposição, não desesperes. As regras também podem ser esquecidas, muito de vez em quando. Desde que percebam que a ideia foi tua e não deles e que só vai acontecer porque é um dia mega especial!

6 - Não stresses lá porque os teus filhos não têm tudo o que desejam.
Aqui basta-me dizer simplesmente que é muito bom desejar.

7 - Não stresses lá porque apagaste 10 das 10.000 fotos que tens dos teus filhos.
O teu computador é capaz de agradecer. E apagaste fotos iguais a mais 127, não foi? Relaxa!

8 - Não stresses lá porque disseste uma mentirinha, daquelas bem suaves. 
Quem já não o fez que atire a primeira pedra. Autchhh. Os pais devem dizer sempre a verdade? Sempre? E o que é que é a verdade? Filosofia barata a esta hora? Pronto, pronto, eu confesso que já lhes disse que não fazia a mínima ideia de quem é que tinha comido as bolachas deles! Hummmmmm.

9 - Não stresses lá por lhes dares uma guloseima de vez em quando.
A menos que haja uma razão médica para não o fazeres, eu sou a favor de um docinho aqui e outro ali. Não são os doces a parte mais doce de qualquer infância?

10 - Não stresses lá porque vais sair um bocadinho sozinho(a) com a tua mulher (o teu marido). 
Descansa que os desgraçados dos teus filhos não são assim tão desgraçadinhos, nem ficarão marcados para todo o sempre porque vão ter de ficar com os avós, ou a tia, ou os primos ou mesmo a babysitter durante um bocado (ou uma noite inteira, ou um fim-de-semana inteiro...). Foge uma vez, uma vez que seja (uma vez por mês, entenda-se) com a tua cara metade (e se não tiveres cara metade com a tua cara e coragem e com as tuas amigas), mais não seja para fazer um pic-nic do outro lado da rua. Mas sai. Sai mesmo. Mantêm a chama viva. A tua chama.


A parentalidade basicamente aprende-se com a prática. E este caminho é árduo, feito de medos, de sentimentos de culpa, tantos e tantos sentimentos de culpa, de confusão interior, de muita e muita preocupação. Mas também de danças, de passos pequeninos, de laços que entrelaçam. E de tanta coisa mais. Terei eu estado a ensinar apenas más maneiras de sermos bons pais??


Até segunda!

18 comentários:

Marta disse...

Bem, nem sei como hei de agradecer este texto. Adorei. Tudo tão verdade. Até a mentirinha das bolachas!!! Às vezes preocupamo-nos demais com as coisas quando o que ê preciso é desdramatizar! Bjs

Anónimo disse...

concordo com tudo! menos com o ponto 4.
Fazer birras faz parte do crescimento emocional de uma criança, é normal que não saibam gerir e façam as suas birras...antes fazer birras na altura/idade própria que depois em adultos :)
Mas tomar um banho até é um momento apaziguador, sabe-lhes bem e até acalma a birra...logo a seguir comer uma sopa ou pelo menos beber um leitinho morno também é um ponto a favor...a fome pode fazer aumentar a birra...eles não sabem bem explicar e às vezes a fome pode torna-los birrentos.
Por isso ir para a cama sem banho e sem acalmar o estomago não me parece um ponto a favor dos pais/educadores.
A seguir, sim, já estão tratados é xixi-cama.
Isto claro penso eu de que :)

Ass.
Uma Mãe
(de um pimpolho que também está na altura das birras)

Mum's the boss disse...

não stresses!
vai de férias, faz reset e volta com boas energias!
Amei este texto! Como sempre :)

Bjinhos

Sofia disse...

Duchess, obrigada! Que maravilha acordar e ler um post tão cheio de bom senso e humor ao mesmo tempo. E com 4D! As melhoras do primogenito e umas excelentes férias. Beijinhos!

TERRA DE CORES disse...

Adorei tudo!

E concordo tanto :)

O tempo vai ajudar e vais conseguir ter umas mini-férias fantástica e muito preenchidas... q permitam q nos faças uma pequenina montagem como fotos giras!

Bjs gr <3

Kiki disse...

FANTÁSTICO!!!! hahaha Amei!!!
Love you babe! Aproveita bem o fds!
bjsss

GiGi disse...

Parabéns, adorei ler!

Viva o "não stresses"...

Princesa disse...

Amei este texto!!! Está maravilhoso :)
Boas férias!

(e não stresses :) )

Maria João disse...

Acho que conseguiriamos ainda acrescentar mais uns 10 mandamentos a esses tão verdadeiros 10!! A verdade é mesmo essa, stressamos em demasia e, por vezes, somos nós mesmos os culpados das birras e etc...
Portanto que a febre se vá, que é o mais importante e que tenhasm um fds em familia, muito divertido!

Mamã Petra disse...

A esta hora já andas pelos meus Algarves e fazes muito bem, depois de ler este teu post que adorei, cheguei á conclusão que já sigo aqui os 10 mandamentos, porque eu não sou de stressar muito, para mim todas as regras têm uma excepção.
Beijinhos

Magui disse...

Adorei ler! Eu que tenho 1000 regras na minha vida (e que tambem as quebro), já percebi que "tudo se cria"! Ainda esta semana ouvi uma Mae dizer que dá banho ao filho de 8 meses à quarta-feira, eu era incapaz de nao lhe dar banho todos os dias, mas tambem há dias para quebrar as regras! Beijinho enorme e boas ferias

Sofia e Beatriz disse...

Adorei o post!!! Adorei, MUITO!
Ainda tenho de "não stressar" com um ou outro mandamento, mas com o tempo, isto vai lá:)
Um beijinho MUITO grande para vocês, e divirtam-se à grande ;)
Depois quero ver as fotos, hein!
BJOS:)

Claudia disse...

Duchess, obrigada muito obrigada mesmo.

Ana Lemos disse...

OHHH Sofia...amei este texto, amei, amei amei...as always.

Aposto que as ferias foram boas;)

Duchess disse...

Obrigada a todas! Adorei as vossas palavras:):)

Só queria referir que o ponto dos banhos,: sim, concordo que um banho por vezes acalme. O que eu queria dizer é que se há alturas em que temos a percepção que não o vai fazer, então é melhor deixar passar. Um banho nem sempre é a melhor coisa do mundo:)

E não acrescentei mais porque era uma espécie de paródia aos 10 mandamentos. Não fosse isso e dava para acrescentar mais 10 e mais 10 e mais 10:):)

Nocas disse...

Adorei o texto :)))
Se pensar em cada um dos meus filhos ainda consigo bifurcar cada um dos mandamentos em 4!!!
É um prazer descobrir aos poucos textos tão nossos, mães, mães de 4 :)))))

Continuação de muita inspiração...

Duchess disse...

Nocas: bem podia ter blog para eu saber um bocadinho mais sobre si!!
adoro mães de 4:):):)

Sofia Serrano disse...

Que bom! Um post 4D, adorei e tinha saudades!
Bjinhos : )

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...