Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Seguir em frente


Por vezes, vezes demais, ficamos presos às opiniões dos outros, aos julgamentos dos outros, às expectativas dos outros. Os outros, os outros, os outros. Que peso têm eles na nossa vida? Os outros que nos fazem bem e puxam para cima e os outros que nos fazem mal, que criam uma ferida cá dentro que custa a sarar. Talvez só vamos conseguir seguir em frente quando percebermos e quando decidirmos que nem todas as pessoas devem ser convidadas a fazer parte da nossa vida. É como se houvesse cartões de membros e a estas pessoas é-lhes retirado o passe vitalício para o nosso coração. Nem todas as pessoas vão fazer parte e temos de viver com isso. Sem dramas. E somos nós quem tem de fazer essa escolha. E tanto os que saiam como os que ficam não podem controlar a nossa vida. Controlam um bocadinho mas só até onde nós deixarmos. Não podemos passar a vida a remoer sobre o que os outros pensam sobre nós, sobre o que sentem sobre nós, sobre o que dizem de nós. E esta é das coisas mais difíceis de conseguir. Os outros têm de facto um grande impacto na nossa vida e isso porque somos as relações que criamos, as que temos, as que não temos, as que queríamos ter, as que perdemos. Mas a ideia continua a ser esta e já é bem velhinha, parece-me: o que tem de contar mais no fim é o que cada um pensa de si próprio e o que cada um pensa de si próprio não pode estar agarrado com cola super 3 ao que os outros pensam sobre nós mesmos. Cada um sabe, no fim, o que é melhor para si e como deve conduzir a sua vida. Nem todas as opiniões de fora estão erradas mas também nem todas as opiniões de fora estão certas. Nós vamos escolher aquelas que tiverem de alguma forma alguma ressonância em nós, que nos fizerem pensar. Sem mágoas, sem ressentimentos. Só pensar. Por isso não podem ser iguaizinhas às nossas porque isso não trará nada de novo. Também não podem ser diametralmente opostas, porque assim não faz sentido e não as vamos agarrar e crescer com elas.
Por vezes não avançamos porque ficamos presos a um passado com um pé de chumbo, cheio de mágoas, de vergonhas, de ressentimentos… Verdadeiros negócios inacabados que não nos deixam seguir em frente. E se for preciso resolver alguma coisa do passado para conseguir pensar o futuro, então que seja. Mas só aquilo que está a atrapalhar o presente. E isto porque o agora é realmente tudo o que temos.
Para seguir em frente temos de saber para onde queremos ir. Só saber onde não queremos estar não chega, não será nunca suficiente para nos fazer partir. Tomar uma decisão custa mas custa ainda muito mais seguir com unhas e dentes a decisão que se tomou. Porque ou aceitamos a vida que nos calhou ou aceitamos a responsabilidade de a modificar. A nossa vida é feita de escolhas e todos os dias há uma nova escolha que pode ser feita.
Seguir em frente é aceitar os erros. Aceitar os erros, aprender com eles, aprender coisas novas e dar outro rumo à vida de sempre. Para isso é preciso papar de correr a parte nenhuma; para isso é preciso parares de te esconder, de sofrer, de te culpares, de te sobrecarregares com os tais pesos pés de chumbo do passado. Pára de correr e enfrenta o que houver para enfrentar. Fala, perdoa e AMA quem merece. Passamos a vida preocupados com quem não merece que nos esquecemos tantas e tantas vezes quem nos ama e nos quer bem.
Queres mesmo seguir em frente? Toma decisões, faz planos e segue-os determinadamente. Não arranjes desculpas para não o fazeres. O que vês será precisamente aquilo que esperas encontrar. Então não te esqueças de comprar umas novas lentes no início da tua viagem. E a felicidade é qualquer coisa que não vais saber reconhecer quando a encontrares se não conseguires primeiro dar valor às coisas que já tens e que ganhaste.
Queres mesmo seguir em frente? Então dá graças por tudo aquilo que já tens, por tudo aquilo que já conseguiste alcançar. E dá valor às pequenas coisas, não te esqueças. Muitas vezes queremos chegar a algo maior, muito maior mas sem nos apercebermos que as grandes coisas são feitas de coisas pequeninas, de pequenos gestos, de pequenos feitos, de pequenos nadas. Pequenos nadas que são TUDO.

Estás preparado para seguir em frente?

14 comentários:

Graça disse...

Sofia,

é teu o texto? é que é isto mesmo!
beijinhos ***

cv love disse...

Amei o texto! Vamos é seguir em frente!!!

Anónimo disse...

Sofia, ADOREI este post. É isto mesmo e diz coisas tão importantes neste texto... é bem verdade que vivemos aprisionados á opiniao dos outros. Obrigada por partilhar. Joana

Alice disse...

Gostei muito deste teu texto, que considero dividido em duas partes: o confronto com os factos e a motivação.
ó que está escrito é a evidência do que é preciso fazer para põr um basta em situações que andamos sempre a adiar, relativamente aos outros. Os outros, sem que o saibamos conscientemente governam-nos a vida, condicionam-nos o que somos e no fim, descobrimos que sabemos que isso não nos faz felizes. Se concedemos a hipótese de fazer felizes aqueles que nada fazem a nosso favor, porque não pensarmos que nós temos de nos fazer felizes é a nós próprios.

Obrigada por estas palavras. São estas e muitas outras palavras que me fazem acompanhar-te.

Beijinho

yummymummy disse...

Não estou...queria tanto, tanto ter coragem. Eu sei bem para onde quero ir, mas não sou capaz,agora não, talvez um dia...

Pedagogia do Terror disse...

Nem sei bem o que dizer. Saber onde não se quer estar já é dificil, quanto mais saber para onde se quer ir. Este teu texto tocou-me muito. Só me apetece dizer "só eu sei". E é mesmo.
Obrigada!

Sarokas disse...

Amei o texto!!!
Acho que depois do dia de hoje não hvia nada melhor para ler!
Vou 'roubar' uma parte, e colocar no blog.
às vezes a coragem (ou a falta dela) atrapalha em demasia...
Mas gostei.. Uma lição de vida..
Um grande beijinho

Anónimo disse...

Não olhes para trás...

eucomplicotucomplicasnoscomplicamos disse...

Tal e qual...é o que me apetecia dizer hoje...

Anónimo disse...

Obrigada por este texto.
Beijinho de uma leitora que nunca
comentou.
Ana

Maria disse...

Sempre!
:)

Rosa disse...

Gostei imenso do seu texto e num dia como o de hoje não parava de ler as suas palavras e realmente falar amar e perdoar quem merece, porque quem nos quer mal nem os nossos pensamento merece.
Rosa

Li disse...

É para mim não é? ;)
Obrigada!!

cantinho disse...


Queres mesmo seguir em frente? Então dá graças por aquilo que já tens....
De acordo e uma verdade inquestionável.
E porque já alcancei umas (com muita luta e sofrimento à mistura), há outras ainda para conquistar. Sacrifícios vão ser feitos, mas o caminho está escolhido.
"Estás preparada para seguir em frente?
SIM.


Um belo texto.

Beijinho

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...